Portugal Desintegrado : EP 38 : O nosso maior problema são vários

4 opiniões sobre “Portugal Desintegrado : EP 38 : O nosso maior problema são vários

  1. Olá Ilo,
    A sua introdução a este programa fez me pensar em como as coisas mudaram: Hoje em dia ser de direita, conservador e ter fé na transcendência divina é que é ser radical e antissistema. Quem diria!!!
    No entanto, queria chamar-lhe a atenção para outro assunto. Não sei se reparou mas recentemente o Papa, ao ser questionado sobre qual deverá ser a reacção dos pais ao se aperceberem da eventual tendência homossexual dos filhos afirmou que se estes ainda forem pequenos se deverá recorrer à medicina para tentar resolver o problema (falou em psiquiatras mas deixou em aberto o recurso a outras especialidades). Disse ainda que se os filhos já andarem perto da casa dos vinte aí, em princípio, já nada haverá a fazer e então a melhor atitude será o amor e o diálogo.
    Achei muito importante que o Papa tenha tido a coragem de fazer uma afirmação destas. Aliás, penso que todo o bom cristão concordará com ele.
    Na verdade os problemas devem ser enfrentados utilizando todos os recursos disponíveis e a medicina tem certamente solução para muitos dos casos. Aliás, se não tivesse, o Professor Gentil Martins não teria também já alertado para esta possibilidade.
    Pessoalmente tenho conhecimento de um miúdo, e isto aconteceu há mais de 30 anos, a quem os pais tiveram a lucidez de levar ao médico e os resultados, pelo menos na altura, foram excelentes. Não sei se ele colocou ou não definitivamente de lado as suas tendências, mas posso garantir que após uns meses de tratamento estava irreconhecível.
    Era bom que os pais estivessem mais atentos a estas possibilidades em vez de esconderem a cabeça na areia ou, pior ainda, inventarem uma falsa aceitação ou mesmo orgulho, porque desse modo estão é a impedir os seus filhos de serem felizes.
    Cumprimentos,
    Ana Maria

    Gostar

    1. Olá Ana Maria,

      Obrigado por mais um comentário e por partilhar essa história. Já tinha visto as manchetes sobre as declarações do Papa e guardado os links. Vou juntar o seu comentário bastante pertinente.

      E de facto, a contra-cultura agora é não ter tatuagens, ser monógamo e ir à missa. Há-de chegar o dia em que estes sinais exteriores de ser conservador, de direita e ter fé em Deus serão proíbidos, mas estaremos aqui para lutar.

      Um abraço,
      Ilo

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s